RESIDENTES DE GADZENI, MARRACUENE, CLAMAM PELA FALTA DE SERVIÇOS BÁSICOS - Rádio Voz Coop

Últimas

"Sempre com a comunidade"

ESTE ESPAÇO PODE SER SEU. LIGUE 826662220

RESIDENTES DE GADZENI, MARRACUENE, CLAMAM PELA FALTA DE SERVIÇOS BÁSICOS

Falta de posto de saúde, escolas, posto policial, água potável, corrente elétrica, estradas, pontes de travessia e muito mais, são os problemas que enfrentam os residentes de Gadzeni, no Distrito de Marracuene. Rostos tristes, aflicção e muito desespero que só suspiraram quando nossa equipe de reportagem se apresentou porque segundo eles, nunca tinha passado nenhum órgão de informação paraapurar os factos que vivem dia pois dia.

Segundo Afonso, a Escola dá falta para os seus filhos, a inexistência de estradas e ponte para facilitar o escoamento de matériais de construção e muito mais produtos.

Dino Nelson é comerciante naquela zona vindo da cidade de Maputo. O seu negócio é uma mesa de bilhares e montada junto da sua barraca onde vende desde refrescos até bebidas alcoólicas, que segundo ele é na tentativa de divertir os jovens daquela zona, mas mesmo assim não tem sido fácil, pois, transportar os produtos do ponto de aquisição até lá é complicado.Arlindo Lissofo Fondo, secretário da célula de Gadzeni. Fondo, não se distancia dos factos narrados pelos agregados da sua zona.
O domínio da faixa etária de pessoas adultas faz com que não haja casamentos prematuros pôs, alguns adolescentes, obrigam-se a abandonar o lugar para habitarem noutro para continuar com os estudos.

Esta zona possui uma praia extensa com o saneamento desejável quando comparada às praias da Costa do Sol, Katembe entre outras.

Gadzeni, é uma célula do bairro Mhuntanhana com quatro quarteirões e setenta e cinco casas, pertencente ao distrito de Marracune. A base de sustento predominante naquela zona é a pesca.

Importa referir que Marracuene é um dos sete distritos da província de Maputo que até agora não foi elevado à categoria de Município, o que remete aos moradores comunicar qualquer problema à direcção distrital e recorrer aos serviços básicos só na vila.

Sem comentários:

Enviar um comentário