Jornalistas firmes na monitoria do sector da educação

Decorre hoje em Maputo, uma capacitação de Jornalistas e Organizações da Sociedade Civil em matéria de o seu papel na garantia da transparência na alocação e gestão do orçamento no ensino básico em Moçambique.
O evento organizado pelo Movimento de Educação Para Todos(MEPT), tem a duração de um dia e prevê juntar mais de 60 participantes entre cidadãos, jornalistas e representantes da sociedade civil. Segundo explica o MEPT, neste momento há uma necessidade de incluir todos actores chave na planificação, execução e monitoria dos planos  e orçamentos para área de educação em Moçambique, bem como a identificação dos maiores problemas na área, os programas, as actividades a ser implementadas, e estudos de viabilidade social e económica de cada ante-projecto a ser desenvolvido nas províncias e em particular nas localidades onde o sector da educação aloca recursos ou prevê, durante o desenho do Plano Quinquenal do Governo.

O documento Agenda 2025 traça uma estratégia para o futuro do país, criando uma visão comum de longo prazo, nos planos político, económico, social e cultural. A agenda pressupõe que a educação proporciona aos cidadãos os instrumentos práticos e teóricos para que possam produzir riqueza e recursos de vida para si mesmos, para os seus dependentes e para o país em geral, criando desta forma condições para o auto-emprego e o emprego de outros moçambicanos.

Enviar um comentário
Com tecnologia do Blogger.