Cidade chinesa tem passeio para peões que não conseguem levantar a cabeça do telemóvel - Rádio Voz Coop

Breaking

Esta é a Rádio Comunitária "A Voz da Cooperativa". Notícias de Moçambique e do Mundo na nossa página. A melhor parte da comunicação social em Moçambique. As rádios comunitárias são oficialmente a melhor cobertura de mídia em Moçambique, cubrindo mais de 75% do território nacional.

ESTE ESPAÇO PODE SER SEU. LIGUE 826662220

sábado, 9 de junho de 2018

Cidade chinesa tem passeio para peões que não conseguem levantar a cabeça do telemóvel

“Por favor, não olhe para baixo o resto da sua vida” ou "Passeio destinado à tribo das cabeças baixas” são duas das mensagens que acompanham estas faixas coloridas. Organização Mundial de Saúde estima que cerca de 68 mil peões sejam mortos todos os anos na China.


É conhecida na China como a “tribo das cabeças baixas”. Mas os seus elementos podem ser encontrados um pouco por todo o mundo. Os membros desta tribo andam pelas ruas de olhos postos nos telemóveis, sem olhar para a estrada, tentando evitar os obstáculos que lhes vão aparecendo no caminho.
Este “passear distraído”, como a Organização Mundial de Saúde (OMS) lhe chama, é uma preocupação crescente na China, por representar uma percentagem elevada das mortes de peões. A OMS estima que cerca de 68 mil peões sejam mortos todos os anos na China, mais de um quarto daqueles que morrem anualmente em acidentes rodoviários.
Foi por isso que um centro comercial da cidade chinesa de Xi'an decidiu criar passeios nas suas redondezas especificamente para peões que não levantam a cabeça dos telemóveis. “Por favor, não olhe para baixo o resto da sua vida” ou "Passeio destinado à tribo das cabeças baixas” são duas das mensagens que acompanham estas faixas coloridas.
Depois da divulgação da notícia no jornal “Beijing Youth Daily”, há quem questione se esta medida será eficaz para manter estes peões seguros. Mas Cao Hanjia, porta-voz do centro comercial, esclarece que o objetivo “não é incentivar os peões a olhar para os telemóveis”. “mas não podemos regular os hábitos das pessoas e dizer-lhes 'Não é permitido olhar para o telemóvel enquanto se anda'”, justifica oa “The New York Times”. Ao contrário da condução distraída, passear distraído não é proibido na China.
Mas esta não é a primeira vez que a China adota medidas para aumentar a segurança desta “tribo das cabeças baixas”. Em 2014, uma rua da cidade de Chongqing foi dividida em duas secções: uma que proibia a utilização do telefone e outra que a permitia. Mas os peões eram alertados: ficavam “por sua conta e risco”.

Enviar um comentário