DESEMPREGO PODE SER UMA DAS CAUSAS DO RECRUDESCIMENTO DO CRIME EM MOÇAMBIQUE - Rádio Voz Coop

Últimas

Esta é a Rádio Comunitária "A Voz da Cooperativa". Notícias de Moçambique e do Mundo na nossa página. A melhor parte da comunicação social em Moçambique. As rádios comunitárias são oficialmente a melhor cobertura de mídia em Moçambique, cubrindo mais de 75% do território nacional.

ESTE ESPAÇO PODE SER SEU. LIGUE 826662220

terça-feira, 6 de fevereiro de 2018

DESEMPREGO PODE SER UMA DAS CAUSAS DO RECRUDESCIMENTO DO CRIME EM MOÇAMBIQUE

Todos os dias milhares de cidadãos, sofrem com a desilusão por não ter o emprego desejado. Apesar do crescimento econômico do país regista nos últimos anos e dos elevados investimentos estrangeiros, os resultados continuam aquém das expectativas de muitos moçambicanos.
Resultado de imagem para negócio informal em moçambique


O índice de desemprego é alto e atinge principalmente os jovens que pretendem ingressar ao mercado de trabalho, pela primeira vez, indica um relatório da Organização dos Trabalhadores de Moçambique, OTM-Central Sindical, o maior movimento sindical de Moçambique. O estudo revela ainda que, 32.7% da mão de obra encontra-se no sector privado, 23.3% no Público e 39.5% no sector Informal. 
Rafael Mambo, que conversou com a reportagem da Rádio Voz Coop, explicou que o índice de desemprego é elevado pelo de o Estado investir em empresas estrangeiras excluindo a mão de obra nacional que na sua maioria não tem experiência profissional adequada.
Mambo, salientou que o défice pode gerar, a criminalidade e a prostituição, no seio dos jovens.
Por sua vez, Florinda Rui, diz haver corrupção no país, e que os jovens preferem trilhar caminhos mais fáceis.
De acordo com o instituto Nacional de Emprego e Formação Profissional INEFP(2014), relativamente aos níveis de qualificação e educação, 57% da população moçambicana é analfabeta e mais de 80% da mão de obra não possui nenhuma formação nas áreas de afetação.
Entretanto, segundo dados do inquérito sobre a força do Trabalho, a taxa de desemprego é mais acentuada em Maputo Cidade e Província, Niassa, Manica e Sofala. Igualmente, constata-se que o desemprego atinge mais jovens particularmente os residentes nas zonas urbanas.
De uma maneira geral, as taxas de desemprego em Moçambique, estão acima dos 40% nas zonas urbanas, sendo que grande parte da população sobrevive no sector  informal, uma vez que o mercado tem uma série de limitações para os jovens recém formados mesmo em áreas tecnico-profissionais.

Texto: Marane Nhantumbo
Enviar um comentário