INTERNAUTAS QUEREM ELIMINAR DONALD TRUMP DAS REDES SOCIAIS - Rádio Voz Coop

Breaking

Esta é a Rádio Comunitária "A Voz da Cooperativa". Notícias de Moçambique e do Mundo na nossa página. A melhor parte da comunicação social em Moçambique. As rádios comunitárias são oficialmente a melhor cobertura de mídia em Moçambique, cubrindo mais de 75% do território nacional.

ESTE ESPAÇO PODE SER SEU. LIGUE 826662220

segunda-feira, 8 de janeiro de 2018

INTERNAUTAS QUEREM ELIMINAR DONALD TRUMP DAS REDES SOCIAIS

O Twitter reafirmou nesta sexta-feira (05 Janeiro 2018) sua posição de que as contas de líderes mundiais têm status especial na rede social, respondendo a usuários que pediram que a empresa banisse o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.
O presidente dos EUA, Donald Trump, ao chegar para a festa de Ano Novo em seu clube Mar-a-Lago, em Palm Beach, na Flórida, em 31 de dezembro (Foto: Reuters/Jonathan Ernst)
"Bloquear um líder mundial do Twitter ou remover seus tuítes controversos esconderia informações importantes que as pessoas deveriam poder ver e debater", disse a empresa.
Segundo escreve a rede GLOBO no seu portal online,  Twitter já havia dito em setembro que a "notícia" e o "interesse público" do conteúdo postado estão entre os fatores que considera antes de remover uma conta ou um tuíte.
O debate sobre os tuítes de Trump, porém, se transformou após o presidente norte-americano dizer em sua conta na terça-feira que tinha um botão nuclear "muito maior" e "mais poderoso" do que o líder norte-coreano, Kim Jong Un.
Os críticos disseram que o tuíte e a presença contínua de Trump na rede ameaçam o mundo e violam a proibição do Twitter sobre ameaças de violência. Alguns usuários protestaram na quarta-feira na sede do Twitter em São Francisco.
O Twitter respondeu em seu site que, mesmo que bloqueasse um líder mundial, isso não iria silenciá-lo. A empresa disse que revisa os tuítes dos líderes mundiais e impõe suas regras, deixando aberta a possibilidade de que a rede social possa tirar algum material publicado por essas pessoas
Enviar um comentário