Nós escolhemos nossas figuras do Ano - ESCOLHA A SUA TAMBÉM AQUI - Rádio Voz Coop

Breaking

Esta é a Rádio Comunitária "A Voz da Cooperativa". Notícias de Moçambique e do Mundo na nossa página. A melhor parte da comunicação social em Moçambique. As rádios comunitárias são oficialmente a melhor cobertura de mídia em Moçambique, cubrindo mais de 75% do território nacional.

ESTE ESPAÇO PODE SER SEU. LIGUE 826662220

sexta-feira, 29 de dezembro de 2017

Nós escolhemos nossas figuras do Ano - ESCOLHA A SUA TAMBÉM AQUI

Nós sabemos que muitos de nossos ouvintes e leitores dos blogs, facebook, Twitter, Instagram e demais redes sociais como DIALOGAPP, poderão questionar-se sobre a nossa escolha. Mas é simples, basta percebermos que o lado do problema conseguiu aceitar conversar e alargar o espaço de trégua, temos que louvar. 
Resultado de imagem para Afonso DhlakamaResultado de imagem para Ministério do Interior moçambiqueResultado de imagem para Povo moçambicano


Nós somos unâmimes em afirmar que Afonso Marceta Macacho Dlhakama é a figura do ano, pois só foi possível o país estar resiliente, porque a crise militar parou. Dlhakama foi a figura mais importante para o desenvolvimento do país, pois se formos a observar nos países sem trégua, há mais lágrimas do que outra coisa. Se Afonso Dlhakama não tivesse aceite a proposta do PR, até hoje estaríamos privados de ir ao centro do país ou mesmo norte.
Tambem escolhemos para o presente a figura mais importante da sociedade moçambicana que foi nada mais e nada menos que O POVO MOÇAMBICANO. Sim o povo moçambicano foi o mais figurado na catalização da economia nacional e no desenvolvimento social apoiado pelas organizações da sociedade civil. O povo moçambicano foi paciente com as subidas de preço insuportáveis e de forma acelerada. Mesmo com salários muito baixos, o povo nunca deixou de produzir para que o país desenvolvesse. Apesar dos comportamentos cíveis de alguns empregadores, o povo não desiste, reclamando as instâncias superiores e que nunca resolviam, sempre continuou FIRME, por isso continua a acreditar na sua resiliência, ou seja, ser forte demais. Esta é considerada a figura mais importante. Em terceiro lugar escolhemos o Ministério do Interior  como a Instituição que e mostrou ao povo moçambicano que ainda é possível ter agentes da lei e ordem de qualidade, com a distinção de alguns membros bem comportados. A PRM, conseguiu descer o nível dos negligentes, aliás com a aceitação de gravar os vestígios da corrupção na rodovia, foi possível deter muitos agentes disfarçados. A PRM em Moçambique conseguiu em 2017 ganhar respeito, devido ao zelo e competência com que fez seu trabalho, com ampliação dos serviços de protecção ao cidadão, construindo esquadras, postos policiais e aceitando o apoio de cidadãos para erguer estas infra-estruturas.

O ano 2017 foi desafiante para todos, mas precisamos chamar atenção a algumas organizações da sociedade civil que recebem milhões de doadores internacionais, e que não cumprem com o que precisamos que Moçambique seja.
Enviar um comentário