Edil de Inhambane julgado por adjudicações pouco transparentes - Rádio Voz Coop

Breaking

Esta é a Rádio Comunitária "A Voz da Cooperativa". Notícias de Moçambique e do Mundo na nossa página. A melhor parte da comunicação social em Moçambique. As rádios comunitárias são oficialmente a melhor cobertura de mídia em Moçambique, cubrindo mais de 75% do território nacional.

ESTE ESPAÇO PODE SER SEU. LIGUE 826662220

quinta-feira, 9 de novembro de 2017

Edil de Inhambane julgado por adjudicações pouco transparentes

Edil Orlando Sarmento foi ouvido quarta-feira pelo tribunal em Inhambane. É acusado de facilitação a empresas na adjudicação de obras. Ministério Público diz que foi abuso de poder. A leitura da sentença já está marcada.
default

Segundo o processo número 499/2015, são réus Benedito Guimino, atual presidente do município da cidade de Inhambane, Orlando Sarmento, Hermenegildo Macuacua, Elísio Jacinto, Paulo Jorge, Issufo Nordine e outra funcionária cuja identidade não foi possível apurar. Todos funcionários do Município.
O Ministério Público acusa-os de terem sido pouco pouco transparentes na contratação de uma empresa para a construção de três salas de aulas num dos bairros da cidade. Segundo o plano do orçamento da edilidade, o valor disponível era de 1.600.000,00 meticais, mas o edil declarou no tribunal que fez negociações com a empresa denominada Momed Construções para apresentar uma proposta de 2.800.000,00 meticais.

Mais em DWAFRICA.PT
Enviar um comentário