HOMOSSEXUALIDADE EM MOÇAMBIQUE, DESAFIANTE REALIDADE DA NAÇÂO

Apesar de esforços de diversas ONG´s, em Moçambique a homossexualidade parece não ganhar campo. Segundo uma análise feita pelas redes sociais Twitter e Facebook da Rádio Voz Coop, foi possível ver o comportamento de distanciamento do homossexualismo. 

O acto é comparado a atitudes diabólicas e que se distanciam da criação do homem segundo EMANA A BÍBLIA e consagrado pelos cristãos e religiosos de todo mundo. Em Moçambique a prática da homossexualidade não permitida por lei mas esforços são diariamente empreendidos para que tal seja legalizado. No dia 17 de Maio de 1990, a Assembleia-geral da Organização Mundial de Saúde retirou a homossexualidade da sua lista de doenças mentais. Por fim, em 1991, a Amnistia Internacional passa a considerar a discriminação contra homossexuais uma violação aos direitos humanos. Apesar da despatologização da homossexualidade, pessoas trans ainda têm sua identidade de gênero patologizada pela OMS e por quase todos os países, excepto a França. Em Portugal, desde 2010, o casamento entre pessoas do mesmo sexo é permitido, assim como adoção de crianças por casais do mesmo sexo desde 2015. Os exemplos de países como África do Sul que desde 1994 a homossexualidade é legal em todas vertentes, Moçambique que também através das ONG´s que lutam pelos direitos humanos legalizar o acto. Apesar de muitos esforços há muita informação em falta sobre o que será em Moçambique. A seguir mostramos algumas opiniões da rede mais popular FACEBOOK:




Enviar um comentário
Com tecnologia do Blogger.