A subida repentina de produtos alimentares e cimento deixa citadinos agastados

Os produtos de primeira necessidade têm registado subidas constantes em Maputo. A última subida deu-se foi no princípio desta semana. O produto que antes era comercializado ao preço de 350 sobe para 390 mt, 375 para 405mt e 360 para 400mt.
Resultado de imagem para cimento subiu preço em Maputo

Segundo Mateus Josefa a vida esta difícil, não há necessidade de se importar alimentos enquanto tem terras férteis para a produtos alimentícios que bastem.
Para Issa Mussa os moçambicanos dão valor a produtos importados além do que se produz localmente.
O cimento que é usado para construção de habitações e reabilitação de outras infra-estruturas apresenta novos preços.
O custo de vida está cada vez mais alto e esta é uma das coisas que os consumidores, a nível da cidade de Maputo e Matola têm reclamado.



Por: Virgínia Macucule
Enviar um comentário
Com tecnologia do Blogger.