Cidadãos de Maputo afirmam que só votam, depois que seus problemas estiverem resolvidos

O Governo decidiu que o recenseamento eleitoral deveria decorrer de 1 de Março a 29 de Abril de 2018, em todos os 53 municípios existentes em Moçambique.

Resultado de imagem para processo eleitoral 2018 MAPUTO

Apesar deste anúncio feito em 2017, o processo foi adiado mais uma vez, ou seja estava marcado para 19 de Março de 2018. O recenseamento visa actualizar o número de eleitores antes da votação para as quintas eleições autárquicas de 10 de Outubro de 2018.
Mesmo com este adiamento, há zonas que reportam fazer o recenseamento depois de verem cumpridas suas exigências. Segundo explanou a porta-voz do Conselho de Ministros, nos princípios do ano 2017, Ana Comoana, as perspectivas do Governo apontam que o recenseamento deverá abranger cerca de oito milhões de potenciais eleitores.
Em MAPUTO, os munícipes, que vivem ´´chorando``, ou pelo salário baixo, subida das tarifas do transporte semi-colectivo de passageiros, atualizado esta segunda-feira, dia 05 de Março de 2018. Com este barulho, há dúvidas sobre o sucesso deste processo, que já é marcado por contestações do0s munícipes.

O que mais, pesa e coloca o processo eleitoral 2018 muito complicado, deve-se a proximidade das datas do fim do recenseamento e da preparação da campanha eleitoral pelos partidos ou seja, em outras ocasiões, o recenseamento eleitoral para as eleições autárquicas, durou apenas 45 dias.
Com o crescimento demográfico, e como forma de abranger maior número de potenciais eleitores, mais brigadas eleitorais deverão ser criadas, acrescentou.
A CNE garantiu que já foi concluída a instalação dos órgãos de apoio a nível provincial, distrital e de cidade onde vão decorrer as eleições autárquicas, completou ANA COMOANA.
Enviar um comentário
Com tecnologia do Blogger.