Aumenta o número de pessoas que fazem justiça pelas próprias mãos


Por: Stefânia Cardoso

Justiça feita pelas próprias mãos é o acto de usar a força humana com objectivo de ganhar razão agredindo, ferindo, e matando, no geral é um acto illegal. Fazer justiça com as próprias mãos tornou-se algo normal nos dias de hoje, principalmente em terminais de chapas, mercados e bairros.
Resultado de imagem para linchamento maputo

A nossa equipa de reportagem saiu a rua para saber dos cidadãos em torno do assunto. Segundo Tores Adriano, não é bom fazer justiça com as próprias mãos, pois se é que nós fazermos isso também estaremos a cometer um crime. Célia Malai, afirma que este acto é negativo e que as pessoas não devem fazer isso, pois há quem é de direito que possa fazer justiça de forma correcta. Abdurremane Almeida, Ministro da Justiça Assuntos Constitucionais e Religiosos, defende a necessidade da educação cívica dos cidadãos em matérias de justiça visando colmatar o elevado índice de justiça feita pelas próprias mãos.
Almeida diz ter conhecimento desta realidade triste, mas o que podem assegurar é que o governo juntamente com a própria sociedade civil devem enveredar pela educação cívica dos cidadãos, mostrando que violência gera violência e não se pode resolver problemas criando outros.
De referir que muitos cidadãos apesar de estarem informados continuam agir da mesma forma, usando a violência para resolver os seus problemas, baseando-se em seguintes expressões “dente por dente” e “olho por olho”.

Enviar um comentário
Com tecnologia do Blogger.