Desnutrição continua sendo um bicho-de-sete cabeças nas províncias de Moçambique

 Desnutrição crônica é um problema grave em Moçambique.

A desnutrição, ou seja, a insuficiência de determinados nutrientes vitais na dieta de um ser humano é que condicionam o crescimento saudável e outras funções do corpo.
Este mal ainda é um problema sério  no território Moçambicano principalmente nas zonas rurais.
A Pneumonia, Malária, e HIV/ Sida são as doenças mais susceptíveis na maior parte das crianças com problemas de desnutrição, pois os mesmos com idade abaixo de cinco anos  são raquíticas devido a inadequada dieta alimentar e cuidados  de saúde onde nas zonas afetadas pela seca corre o risco de ser desnutrida a semelhança das outras formas de desnutrição severa e da debilitação associada a HIV/ Sida˗ sintomas clinicas e comuns nas crianças.
Durante a gravidez até aos dois anos de vida da criança, dificilmente regista se um desenvolvimento normal em termos de saúde, para alem do aumento da taxa da natalidade infantil, a desnutrição cronica diminui a capacidade física e cognitiva dos petizes, gera  baixa produtividade na sua idade adulta, o que afeta pelo resto da sua vida.

Apesar dos ganhos que foram feitos, permanecem desafios significativos para a segurança alimentar e nutricional, onde as taxas de desnutrição são persistentemente altas entre as crianças devido aos elevados índices de doenças infeciosas,  como malária e ao mau acesso aos serviços de saúde, agua e saneamento.

Texto: Angélica Miranda
Edição: Manuel Henrique
Enviar um comentário
Com tecnologia do Blogger.