Munícipes preferem estradas do que pontes.

Mesmo correndo risco de morte, peões preferem estrada para a travessia do que ponte.
As pontes existentes ao longo das estradas e principais avenidas da Cidade Capital Maputo, foram construídas pelo Município local com vista a permitir uma segura travessia aos peões.
Contudo, pelo que diligentemente a nossa equipa de reportagem, vem observando que muitos peões desconhecem o real sentido e a importância do uso de pontes, razão pela qual ao invés de aderi-las, disputam o espaço e a travessia com os carros o que os torna vulneráveis a atropelamentos.
A rádio Voz Coop, decidiu escalar a Av. Moçambique em destaque as 3 pontes, sendo a primeira localizada em George Dimitrov vulgarmente conhecido por Benfica, a segunda no 25 de Junho (Choupal) e a terceira  edificada de fronte ao Cemitério de Lhanguene.
O cenário era contratante, alguns peões recorriam as pontes para a travessia e outros nem com as trochas nas cabeças e nas mãos, viram a necessidade de usa-las, o que os tornava susceptíveis aos acidentes de viação.
Até mães que recusam prestar quaisquer declarações a nossa equipa, preferem colocar em causa as suas vidas e dos seus inocentes petizes atravessando a estradas às correrias.
Em controvérsia, existem peões que atribuem importância ao uso da ponte para a travessia, pois, segundo eles, este acto permite segurança e descarta a probabilidade de atropelamentos.
Questionados sobre o que leva alguns peões a desvalorizarem as pontes, os nossos entrevistados responderam que tais são ignorantes e não estão devidamente cientes dos perigos que ocorrem.

Recorda-se que a longa trajectória, a distância e a pressa foram apontadas pelos peões que não fazem o uso das pontes para a travessia, como principais motivos da sua inexistente adesão a elas.

Texto por: Evaristo Taímo
Edição: Manuel Henrique




Enviar um comentário
Com tecnologia do Blogger.