Munícipes obrigados a pagarem 16MT ou mais de chapa numa única viagem

Na actualidade, pagar valores que correspondem a duas viagens num transporte semi-colectivo de passageiros, tem sido comum em quase todas terminais de chapas nas cidades de Maputo e Matola.

Esta, é a razão pela qual as paragens apresentam um cenário de indignação aos munícipes devido as longas filas e o tempo de espera para a subida de chapas.
Falando aos microfones da Rádio Voz Coop, interlocutores mostram se agastados face a esta situação pelo que, Viegas, utente desta via, disse que é muito chato este comportamento porque passamos por dificuldades, e se eles fazem isso é por um certo motivo. Nesse caso, acredito que é pelos gastos que sofrem nas suas actividades diárias e querem recuperar de uma forma ilícita.
Por sua vez, Fernanda, considera absurdo e diz que a culpa não e do chapeiro mas sim do próprio munícipe devido a falta do cumprimento das bichas.
Conversamos também com um agente da fiscalização na terminal de chapas do bairro do t3, Lino Muchanga, Afirma que para acabar com este bicho-de-sete cabeças manda descer todos os passageiros porque os próprios  é que contribuem para este tipo de comportamento pois, no lugar de se fazerem as bichas, ficam do lado contrario para cercarem os chapas viciando assim  os chapeiros.
Referir que, as terminais de chapas do bairro da Zona Verde, T3, Patrice Lumumba, liberdade, fomento, matola Godinho são os que mais registam este sistema clandestino nos transportadores semi-coletivos de passageiros na Cidade da Matola
Enviar um comentário
Com tecnologia do Blogger.