Moçambique começa a usar DIESEL menos poluente

 O novo combustível é melhor para o meio ambiente e para os próprios veículos. Automobilistas moçambicanos elogiam a iniciativa, que surge em cumprimento de uma recomendação das Nações Unidas.
Imagem relacionada

O novo tipo de gasóleo que está a ser introduzido em Moçambique, denominado 50 ppm (parte por milhão), possui um teor de enxofre dez vezes menor que o atual. A migração para um combustível mais limpo tem outras vantagens como o aumento da vida útil do motor, a redução dos custos da sua manutenção e a melhoria do seu desempenho.
"Estamos a limpar cerca de 70% do combustível que circula no nosso país", sublinha Moisés Paulino, diretor nacional de Hidrocarbonetos e Combustíveis.
O parque automóvel de Moçambique está a crescer numa proporção geométrica e esse foi precisamente um dos factores para adoptar a recomendação da Organização das Nações Unidas para o Ambiente (UNEP), explica o responsável, acrescentando que o objetivo é "prevenir para que poluamos menos o país". 
Enviar um comentário
Com tecnologia do Blogger.