Em meio a crise económica e financeira - Governo faz aquisição de 45 viaturas de Luxo que custam pouco mais de 11 milhões de meticais cada

Os anúncios das novas aquisições do governo cobrem quase uma página do jornal Notícias da edição de hoje. Através da Direcção Nacional do Património do Estado, o governo está a comprar 45 viaturas de luxo, cujos preços variam de 1.350.000,00 a pouco mais 11 milhões de meticais por unidade.
Resultado de imagem para Mercedes-Benz, modelo S500



Em três ajustes directos, o governo encomendou um Mercedes-Benz, modelo S500, no valor de 11.429.711,14MT, um Mercedes-Benz, modelo S400, ao preço de 10.754.280,00MT, e um Toyota Land Cruiser 200, VX, Station, de oito lugares, com o custo de 10.745.280,00MT.



As outras 42 viaturas estão a ser compradas através de concursos públicos. No primeiro lote, o governo requisitou 20 Mercedes-Benz, modelo C180, e vai pagar 2.290.000,00MT por cada um.



No terceiro lote, são 10 Ford, modelo Ranger 3.2, cabine dupla, ao preço de 1.978.000,00MT cada, mais um de modelo Wildtrak 3.2, cabine dupla, que custa 2.277.000,00MT.



No quarto lote, o governo está a comprar quatro Hyundai, modelo Accent 1.6cc, ao preço de 1.905.995,00MT cada e, finalmente, no último lote são sete Peugeot, modelo 508, com o custo de 1.385.000,00MT por cada viatura. Este é o preço mais baixo.



A compra de 45 viaturas representa um custo de 118.096.251,14MT aos cofres do Estado é feita num ano em que o Governo assumiu a racionalização da despesa pública e priorização de afectação de recursos para sectores económicos e sociais.



Mas a realidade mostra o contrário. Por exemplo, no Orçamento deste ano o governo prevê gastar 132 milhões de meticais com a compra de autocarros de transporte público, praticamente o mesmo valor das viaturas que vão servir apenas 45 dirigentes.



No mesmo orçamento, o governo prevê gastar apenas 50 milhões de meticais em compra de carteiras escolares, um valor que representa menos da metade do custo total das 45 viaturas.



O valor da compra destas viaturas ultrapassa em cerca de 40 milhões o orçamento do Instituto Nacional de Gestão de Calamidades para este ano.



Ainda no Orçamento deste ano, o Governo reservou 140 milhões de meticais para o Programa Estratégico para a Redução da Pobreza Urbana. Portanto, apenas 20 milhões de diferença em relação ao valor alocada para estas viaturas de luxo.



Entretanto, o Governo recusou-se a reagir sobre o assunto, remetendo a imprensa ao sector que efectuou a adjudicação de viaturas.

FONTE:FM
FONTE:NOTÍCIAS.CO.MZ
Enviar um comentário
Com tecnologia do Blogger.