Cães que mataram um guarda vão à justiça

O porta-voz da Polícia da República de Moçambique (PRM) em Sofala, revelou ontem, que o proprietário dos cães que atacaram e mataram o guarda de um condomínio na cidade da Beira, será responsabilizado pelas autoridades judiciais.

Segundo escreve o Portal Folha de Maputo que sita Daniel Macuácua, correm investigações para apurar as circunstâncias que culminaram com a morte de um homem de 60 anos de idade. O porta-voz da PRM naquele ponto do país, explicou que o finado não lidava com os animais e o ataque ocorreu quando o sexagenário dirigiu-se a um compartimento que normalmente é cuidado por um colega que naquele momento estava ausente. Falando numa conferência de imprensa, convocada a propósito, Macuácua afirmou que o dono dos animais apresentou os documentos válidos provando que os cães estavam vacinados.
Enviar um comentário
Com tecnologia do Blogger.